Rótulos de vinhos: saiba como ler uma etiqueta.

Com a existência de uma infinidade de vinhos, a missão de selecionar a melhor opção para cada momento não é tarefa simples. Nesse processo de escolha do vinho ideal, uma das primeiras e principais ferramentas que pode lhe ajudar é o rótulo, considerado o documento de identidade de cada vinho. Entender as várias informações contidas em cada rótulo pode ser essencial para fazer uma boa escolha.

Os rótulos costumam conter algumas informações básicas: nome do vinho, país produtor, nome da vinícola e região, variedades de uvas, safra, engarrafamento, teor alcoólico e volume. Alguns desses dados são exigidos por lei no país em que o vinho é feito ou comercializado, outros são fornecidos voluntariamente pelo produtor.

Informações básicas em cada rótulo:

Montagem

Nome do Vinho:

Esta informação sempre estará presente em um rótulo, normalmente é o primeiro e o maior nome que você verá no rótulo. 

Safra:

O termo safra indica o ano em que a uva que compõe o vinho foi colhida. Alguns rótulos podem não conter essa informação, o que indica que o vinho foi elaborado a partir da mistura de uvas colhidas em anos diferentes.

Engarrafamento:

Nem sempre o ano de colheita coincide com o ano de engarrafamento. Muitos vinhos são engarrafados anos após serem produzidos. Em alguns casos, como por exemplo, a maioria dos vinhos do Porto, você encontrará apenas o ano de engarrafamento.

Variedades de Uvas:

Ao informar a variedade da uva com que o vinho foi produzido, você conseguirá ter uma boa indicação do tipo, aroma e sabor do vinho que irá degustar. Um vinho denominado “blend” pode não ter indicação de uva, uma vez que são produzidos a partir de mistura de vários tipos de castas.

Produtor:

Conhecer o produtor significa conhecer a origem e a qualidade do vinho escolhido. Cada produtor possui características únicas e personalizadas de produção.

Região de Origem:

A região de origem da bebida revela o clima, o solo, o terroir, onde a uva foi cultivada e o vinho produzido, logo, revela sua marca. Algumas regiões são consideradas “denominações de origem controlada – DOC”, o que significa que o vinho foi produzido dentro de uma região específica com diversos tipos de controles e normas de produção.

Teor Alcoólico e Volume:

A quantidade alcoólica do vinho e o volume são Informações obrigatórias nos rótulos. O percentual do volume de álcool contido no vinho influencia as características, estilo e classificação de casa vinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *