Vinho Varietal ou Blend

Vinho Varietal ou Blend? Entenda a diferença!

Os termos blend e varietal são muito comuns no universo do vinho, e se você é um apaixonado degustador de vinhos, certamente, já deve ter lido essas expressões em algum contra-rótulo ou ficha técnica.

Apesar de muito utilizados, é comum ter dúvidas ou não saber o significado de cada um desses termos. Mas não se preocupe, vamos tentar esclarecer de forma simples o conceito dessas classificações.

Esse artigo foi escrito com o intuito de explicar a diferença entre o Vinho Varietal vs Vinho Blend. Nos séculos passados, os produtores do Velho Mundo rotulavam seus vinhos apenas com o nome das regiões DOC (Denominações de Origem Controlada) e o nome da propriedade.  

Nesse contexto, a grande maioria das pessoas ao consumirem um vinho não conseguiam identificar quais eram as variedades de uvas que havia naquela bebida.

Vinho-Varietal-e-Blend
O Vinho Varietal é produzido com apenas uma variedade de Uva!

Em meados do século passado, a partir de uma estratégia de marketing criada para competir com os produtores de vinho da Europa, os produtores do Novo Mundo, especialmente os norte-americanos, passaram a estampar em seus rótulos os nomes das variedades de uvas com que seus vinhos eram produzidos.

Com essa mudança, os consumidores passaram então a identificar-se com o estilo de cada uva e a apresentação das castas ganhou espaço no mundo inteiro.

Desse momento em diante os termos “Blend” e “Varietal” passaram a ser amplamente difundidos. Basicamente, a diferença entre os conceitos se dá porque um vinho pode ser feito com uma única variedade de uva ou com uma mistura delas.

Blend

Corte em português, assemblage em francês e blend em inglês, são os termos utilizados para designar um vinho produzido a partir da mistura de diferentes variedades de uvas (cepas).

Um blend pode ser elaborado a partir de somente duas uvas diferentes ou até mesmo de 14.

Normalmente a mistura de castas é realizada com o intuito de melhorar o vinho, aperfeiçoá-lo, somar qualidades e multiplicar a complexidade de sabores e aromas.

Não deixe de experimentar o ótimo vinho argentino Finca El Origen Estate Blend, outra opção é o português Gaião.

Varietal

Por definição, um vinho varietal, monocasta ou monovarietal é aquele elaborado com apenas uma única variedade de uva. No entanto, para um vinho ser considerado varietal não é necessário ter em sua composição 100% da uva estampada no rótulo.

A legislação de cada país, e de cada região, é quem determinará essa porcentagem. Normalmente os varietais têm em sua composição pelo menos 75% de uma única casta.

Os chamados monocasta, ou monovarietal são elaborados com 100% de uma única uva.

Um bom exemplo de vinho varietal é o chileno Thaqui Limari da uva Cabernet Sauvignon

E qual é o melhor?

Existem vinhos maravilhosos feitos com apenas uma uva e também com diversas. A melhor opção depende do gosto de cada pessoa.

O que nos resta é degustar vários rótulos e descobrir qual dessas classificações é mais interessante ao nosso paladar.

3 thoughts on “Vinho Varietal ou Blend? Entenda a diferença!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *